segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Os Benefícios da Leitura: 5- Compreensão

E assim o jovem leitor estava tão compenetrado em sua leitura quando, de repente, o percurso literário começou a ficar disforme. A leitura que estava tão agradável à algumas páginas, de repente foi ficando incompreensível e desgastante, fazendo o hábito de virar as páginas se tornar automático. As letras se tornaram disformes e todo o rumo se transformou em um aglomerados de "Blábláblá..." e de longe o texto inteiro ficou com cara de "NONONONONONON". O texto ficou incompreensível e você
acaba fazendo uma expressão decepcionada de frente para o livro.
Isso não acontece somente na leitura não. Às vezes, também nos dispersamos em um assunto chato que ouvimos. É claro que nós não somos nenhuma máquina para ficar incansavelmente focados em um estudo ou leitura (recomendo uma pausa de dez minutos a cada uma hora de leitura). O cérebro também precisa de uma pausa para poder "digerir" o conteúdo de informações processadas. Mas não faça pausas para ler outras coisas. Vá para a janela do apartamento ou então para o quintal da casa. Admire uma paisagem, aquário, quadro, ou o que for para recuperar a mente para outra jornada de leitura e/ou escrita. A mente é igual um recipiente; precisa ser esvaziado para receber novo conteúdo e assim vai sucessivamente.

Quando você lê, passa a compreender melhor as palavras, linguagens e significados. Até se dá ao luxo de captar o que o escritor tentou passar através de uma linguagem mais rebuscada e isso chega a ser um prêmio interior, provocando um certo contentamento. Outra coisa boa é quando começamos a compreender o que um professor ou uma pessoa intelectual quer dizer. Isso são uma das demonstrações do poder de compreensão que a leitura proporciona.
Leo Vieira

Leo Terário
® Leo Vieira- Direitos Reservados

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Os Benefícios da Leitura: 4- Escrita

Que coisa boa ter o que escrever. As palavras são brinquedinhos mágicos que nos ajudam a transmitir pensamentos nobres que transformarão a vida de muitos amigos.
Já aconteceu de você "travar" enquanto tenta escolher as palavras corretas para descrever um ambiente? Isso acontece com todos, não é? Pois bem, isso é muito normal. Mas a leitura ajuda a facilitar o processo de escrita.
Talvez você pode até achar que isso não seja importante, mas veja bem; ultimamente as empresas têm dado muita importância na avaliação textual do candidato. Isso porque ele exercita muito através da leitura. O grau de aprendizado também é analisado na escrita. A forma que ele emprega as palavras, e muito mais.
A caligrafia também é analisada, com avaliações psicológicas para observar se ele realmente está falando a verdade e demonstra segurança na ideia que ele quer passar. Mas voltando à escrita, em uma redação se estuda o grau de aprendizado e criatividade que o candidato utilizou para poder se expressar e manifestar se realmente merece tal vaga. A leitura é de extrema importância na vida do leitor e do escritor também.
Você lê, você pensa, você esboça, você lê novamente, você revisa, enfim, tudo é leitura e construção. Somente com leitura aprofundada que você aprenderá a coordenar as palavrinhas úteis para construir grandes obras e expressar os seus estudos acadêmicos.

Da mesma forma, assim como eu estou fazendo agora, faça o mesmo. Estimule a leitura de seus amigos. Desta forma, também aprenderemos todos a nos expressar melhor e assim, ter uma escrita mais criativa e aprofundada em nossos estudos e obras literárias.
Leo Vieira

Leo Terário
® Leo Vieira- Direitos Reservados

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Os Benefícios da Leitura: 3- Vocabulário Enriquecido

É comum em uma conversa faltar aquela palavrinha adequada para a expressão. Por isso algumas pessoas usam tanto gírias e até palavras sem sentido algum. Se você é daqueles que vive dizendo "coisa", "parada", "negócio", entre outras palavras sem nexo, é melhor rever mais os seus conceitos. O português pronunciado corretamente lhe trará muitos benefícios.
A leitura, além de vários outros benefícios, também lhe enriquecerá o vocabulário. Quando a gente lê, aprende palavras mais adequadas para empregar no cotidiano. Já pensou você conversar com a pessoa que gosta e não saber tocar o rumo do assunto por falta de palavra correta? Ou então, pior ainda, quando usamos uma palavra que não tem nada a ver com a situação?! Isso acontece com todos, principalmente em um momento de grande atenção, como em um discurso, por exemplo. Talvez você nem tenha o texto pronto e é obrigado a discursar e agradecer sobre algo. Apresentação de trabalhos na faculdade, apresentação no trabalho, pregação em igreja e outras situações em que terá a atenção de mais de duas pessoas, enfim, qualquer coisa que fuja de uma conversa informal, você terá que usar bem do seu vocabulário. E somente com a leitura que você construirá isso.
Em um livro, palavras repetitivas cansam o leitor. Em um jornal também. O jornalista ou escritor tem que estar bem preparado para não fazer o leitor se perder no tédio ao acompanhar as palavras apresentadas na obra. Quanto mais rico e criativo o texto for, mais fácil será o percurso do leitor em sua viagem literária.  A leitura ajuda a construir boa leitura para os que te acompanharem.

Apresente ideias novas e seja criativo. Cuidado para não ser enfadonho e usar coisas obsoletas. Linguagem rebuscada não é sinal de vocabulário rico. Seja modesto na escrita. Apresente um bom conteúdo, sem ter que obrigar o leitor a consultar um dicionário. Com muita leitura, você irá longe na comunicação.
Leo Vieira

Leo Terário
® Leo Vieira- Direitos Reservados

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Os Benefícios da Leitura: 2- Criatividade Estimulada

Você está agora em um momento de ápice de construção de enredo e personagens, ainda naquele breve conflito de ações e rumo de construção e transição de um capítulo para o outro, quando de repente, tudo trava. Isso acontece...
Você tem estimulado a sua criatividade?
Saiba que a leitura ajuda nisso.
Quando lemos bastante, a criatividade começa a aflorar consideravelmente. A sinopse ganha enredo, o personagem ganha mais características e o rumo de tudo se define muito mais rápido e com riqueza de detalhes necessários.
Criatividade não significa escrever muito e sim escrever o necessário. Não pense que se estendendo em dezenas de páginas é sinal de que fará algo bom, porque você pode acabar se tornando cansativo e enfadonho, perdendo a obra e o leitor. Quando lemos bastante, aprendemos também a escrever o importante, sem rodeios.
A criatividade é estimulada com muita leitura e aprendizado. Quando lemos, aprendemos a construir opinião e definição. Isso é importante para a construção de suas ideias e a saber exatamente aonde você quer chegar com sua obra. Criando, você vai estender e definir todos os tópicos essenciais para a montagem de sua obra e torná-la objetiva e atraente a ponto de fazer seus leitores relerem e recomendarem. Isso é sonho para qualquer escritor. E é um sonho possível. Conquistado com leitura.

Quando a nossa criatividade está estimulada, sabemos o que realmente queremos e o que os nossos leitores também irão querer. Defina sempre um tempo considerável para as suas leituras técnicas e de lazer para que desenvolva o que realmente irá querer apresentar. E não julgue nenhuma literatura, mesmo que seja ruim. Elas também servem de lição para o que realmente podemos escrever.
Leo Vieira

Leo Terário
® Leo Vieira- Direitos Reservados

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Os Benefícios da Leitura: 1- Imaginação

Você se sente criativo? Se dispersa rápido nos pensamentos quando se lembra de algo ou ouve alguma palavra notável? Essas e outras coisas são características de quem vive transitando pelos mundinhos paralelos da criatividade. Isso é ótimo, desde que também se mantenha focado em seus demais projetos.
A criatividade é um item muito raro e precioso. Dom exercitado através de muita leitura praticada. A criatividade também pode lhe tornar destacado no mercado e lhe fazer um profissional de sucesso. Isso porque as pessoas criativas também são profissionalmente visionárias e sabem aonde podem ir e como irão chegar através de raciocínio e estratégia.
Para ser criativo, você precisa ler. Leia de tudo. Tudo mesmo! Bulas de remédio, jornal do mês passado, rótulos de shampoo, etc. Quando a gente lê, começa a associar palavras conhecidas e com elas, a aprender e empregá-las no momento certo. Quantas vezes já nos perdemos nos pensamentos quando lembramos de uma palavra conhecida? E isso pode ser muito útil na hora de criar um enredo para os nossos textos, sem contar com as habituais redações, entre outras coisas que exijam do nosso vocabulário.
Portanto, pense, crie, sonhe, faça acontecer. Seja criativo. Exercite esse mundinho fechado e ainda com pouca vida, chamado "Imaginação".
A "Imaginação" está pouco habitada. Dê forma à ela. Crie um ambiente, ou muitos. Insira também alguns personagens! Crie e dê algumas características. Deixe-os livres para transitar e acompanhe o rumo de sua criação. Os personagens, enredos e outras características de seu universo interior estará fermentado através de sua leitura. Leia muito.

A Imaginação precisa ser cultivada. Faça visitas frequentes. Em filas de banco, trânsito lento, passeios entediantes, entre outras coisas chatas, seja produtivo e visite a Imaginação. Leia e pense no que leu. A sua Imaginação estará enriquecida e agradecerá sempre, através de sua arte no subconsciente.
Leo Vieira


Leo Terário

® Leo Vieira

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

ResenhAntro: O Gorila no Escritório









EDITORA  Best Seller
CÓD. BARRAS  9788576841111
TAMANHO  15x20 cm
I.S.B.N. 9788576841111
IDIOMA Português
PAÍS DE ORIGEM Estados Unidos
ANO DE PUBLICAÇÃO 2005
NÚMERO DE PÁGINAS 361
AUTOR Richard Conniff


     O título é curioso e chama a atenção logo de início. Na medida que vamos lendo e avançando, a leitura vai se tornando cada vez mais divertida. Não é apenas um livro para quem está conivente às atividades administrativas, como também quem convive com todo o tipo e pessoa e modo geral. São relatados diversas experiências estressantes sobre o convívio de pessoas em um ambiente de trabalho e comparado como imitamos os macacos no quesito de liderança, bajulação e imposição de território. Na verdade, em muitos aspectos imitamos muitos outros animais também. Os animais são muito mais estratégicos e conseguem se sair melhor que a gente em muito mais situações. Um ponto muito importante é o relato de brigas que não afetaram o lado pessoal. A pessoa em questão criou uma diferença, mas ainda assim diz que admira muito o profissionalismo do adversário. É uma leitura longa e reflexiva.  

Leo Vieira

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017