terça-feira, 20 de junho de 2017

ANTROvista: Shirley Murphy


Nossa amiga das letras é do Rio de Janeiro e sempre foi fã das artes. Estudou teatro e fez 
curso de cinema. Seu primeiro livro; Sancti- A Batalha de Uma Nova Era, foi lançado em 
Janeiro de 2014 pela editora Protexto. Em seguida, a escritora iniciou uma série de  
publicações pela internet onde obteve grande repercussão, seus livros já alcançaram mais de um milhão e meio de visualizações e terminaram por tomarem-se livros impressos em um curto espaço de tempo. Ela também tem outras obras e projetos que vamos conhecer em seguida. 
Com vocês, Shirley Murphy!


Antro Literário- Shirley, como foi sua adolescência? Os livros fizeram parte na sua rotina?
Shirley Murphy- Sim, mas não de uma forma absoluta. Eu fui adolescente nos anos noventa e o acesso aos livros não era tão fácil quanto agora. Minha família sempre foi pobre, minha mãe sustentava a casa com três filhos e dois netos. Não havia dinheiro para comprar livros. Mas sempre visitava bibliotecas públicas, porque na minha escola não tinha uma. Lembro-me que às vezes matava aula para ir para a biblioteca Municipal de Maricá e ficava lá o tempo que deveria estar na escola, porque quando terminava o horário escolar, tomava conta de meus sobrinhos, minha irmã mais velha também trabalhava. Essa era minha travessura juvenil. Mas a minha rotina, apesar de um pouco difícil, era bem bonita, cheia de histórias, imaginações e sonhos e os livros eram um deles, por isso hoje sou meio viciada em comprá-los, sempre que posso acrescento mais um.

Antro Literário- Qual o livro que mais impactou na sua vida naquela época?
Shirley Murphy- Naquela época eu era muito sonhadora e descobri no Paulo Coelho as asas para minha imaginação e “O Alquimista” me levou a acreditar em um monte de coisas bonitas que quando somos jovens desejamos de coração aberto e com toda coragem de nossa alma.

Antro Literário- Que tipo de conteúdo precisa ter em um livro para prender a sua atenção?
Shirley Murphy- Olha... difícil responder. Eu sou capaz de me prender a livros com conteúdos diversos, acho que não tenho uma fórmula que possa dizer: um livro que me prende deve ser assim. Mas o que mais costuma me chamar atenção é a ligação com a história e os personagens, sentir que têm uma boa construção, que existem, ser cativada por eles, torcer, odiar, essas coisas. Então talvez possa dizer que o que mais me prende a um livro são os personagens e seu percurso ao logo da narrativa.

Antro Literário- Como é a sua rotina de marketing e divulgação literária?
Shirley Murphy- Muito complicada pois, tenho uma dificuldade enorme de me organizar. A divulgação não raramente é deixada em segundo plano. Esse é realmente meu ponto de angustia, preciso estar escrevendo sempre, ou corrigindo, ou formatando, ou registrando... enfim, resumindo: não tenho uma rotina de divulgação o que me prejudica bastante como autora.

Antro Literário- Qual livro que você leu que acha que daria um bom filme?
Shirley Murphy- Não é por vaidade, mas eu acho que o meu próximo livro; “ Infinito Eterno” daria um ótimo filme pop/dark. Mas de outro autor “A Menina que não Sabia Ler”, de Jhon Harding, apostaria em uma produção dele.

Antro Literário- E qual filme acha que seria melhor contado em um livro?
Shirley Murphy- Corra, Lola, corra. Acho que daria um livro legal.

Antro Literário- Se a sua vida fosse um romance de ficção, qual seria o título?
Shirley Murphy- Deixa eu ver aqui...  humm...  Vivendo, aprendi a ser.

Antro Literário- Qual escritor você gostaria de ter como vizinho?
Shirley Murphy- Tomás de Aquino. Poderia até morar na minha casa.

Antro Literário- Qual a sua experiência literária mais marcante?
Shirley Murphy- Eu lia muitos livros sem conseguir me envolver da forma que gostaria. Queria encontrar aquele autor, aquele livro que mexesse comigo de forma grandiosa e isso aconteceu quando li “Morro dos Ventos Uivantes” da Emily Bronte, foi então que falei comigo mesma: vou ler tudo dessa mulher! Mas então descobri que ela havia escrito apenas esta obra e que nunca conseguira alcançar o sonho de reconhecimento. Li sobre a vida dela, como tentou ser professora, estar entre as pessoas, era muito retraída e sem conseguir, voltou ao campo e morreu muito jovem tendo seu livro rejeitado. Isso mexeu muito comigo, pela primeira vez eu me via envolvida com história, personagens e autor, tudo ao mesmo tempo. Então creio que foi minha experiência mais marcante.

Antro Literário- Em que seus estudos em teatro e cinema contribuíram na construção de personagens e livros?
Shirley Murphy- Eu acho que foi mais ao contrário, minha experiência em escrever me ajudou nas experiências que tive em cursos de teatro e cinema. Acho que são universos ligados, mas bem diferentes. No audiovisual e no teatro tudo gira em torno da interpretação, seu texto deve ser feito com essa função, você escreve para que o ator e o diretor expressem o que desejou explicitar, é um trabalho de equipe e pode ter múltiplas faces. Já na literatura você é mais livre, os sentimentos devem ser colocados por você, a expressão do personagem está toda em suas mãos e você decide unicamente o que vai passar para o leitor. Mas posso dizer com segurança que o teatro me ajudou a dar uma expressividade maior a alguns personagens, os fizeram ficar maiores em alma e mais humanos.

Antro Literário- Qual projeto literário está em andamento que queira nos contar?
Shirley Murphy- Estou planejando lançar no segundo semestre o Livro Infinito Eterno, pelo meu selo editorial Sonho Azul. Trata-se de um romance sobrenatural que é meu estilo favorito de escrita. A obra fala sobre um homem que após cometer um crime gravíssimo contra Deus vê-se sentenciado a viver eternamente, sendo a mão de Deus na Terra para entregar a última felicidade a almas que em breve morrerão. Seu passado foi apagado e ele deseja recuperar o que perdeu para encontrar a redenção. Mas isso pode ser mais doloroso e custar muito mais caro do que ele imagina. Pode custar simplesmente a vida da única que ele amou em todos esses séculos.
É uma história onde falo de suicídio, estupro e suas consequências gravíssimas, fé e sobre o amor de Deus até para com as almas mais miseráveis. Tendo como plano de fundo um Inverno no Rio, anjos, a morte e uma viagem infernal.

Antro Literário- Que sonho LITERÁRIO realizaria se ganhasse na loteria?
Shirley Murphy- Eu montaria uma livraria, ou uma rede delas. E claro, investira pesado nos meus livros, né? Ahahaha.

Antro Literário- Quais conselhos daria para um escritor que também quer investir na publicação independente?
Shirley Murphy- Tenha os pés no chão. Lembre-se que sempre vai ter alguém melhor que você. Não tenha medo de publicar suas obras de forma gratuita. Acredite: é muito difícil convencer um leitor a comprar algo de um autor desconhecido, então comece a conquistar os leitores e só depois pense em ganhar algum dinheiro. Acredite parte dois: é muito improvável que você fique famosão logo no primeiro livro, não se iluda, isso é para poucos, vá construindo sua carreira passo a passo. Se você tiver talento e também um pouquinho de sorte, as coisas irão acontecer. Use plataformas como Wattpad e Luvbook para conquistar um público, depois comercialize pela Amazon. Caso queira investir em livros físicos, não faça grandes tiragens a princípio. Venda o que comprou e depois compre mais. Faça isso sucessivamente para não ficar com acúmulo de estoque. E toda sorte do mundo também ajuda!

Antro Literário- Quais os meios de contato (e-mails, sites, blogs, redes sociais, etc) para os leitores conhecerem você, suas obras e projetos?
Shirley Murphy- Entrar em contato comigo é bem fácil, pelo meu perfil no Facebook, é a rede Social onde mais estou presente. Também no Wattpad onde tenho um perfil, meu user lá é @shirleyde. Podem entrar em contato comigo também pela página da Editora Sonho Azul no Facebook ou qualquer uma das páginas dos meus livros.
Meus e-mails de contato são:
sfernandesdamota@gmail.com
contatoshirleymurphy@gmai.com

sonhoazuleditora@gmail.com

Por Leo Vieira

Nenhum comentário:

Postar um comentário