quinta-feira, 27 de julho de 2017

Leo Vieira: Cuidado com Certas Gafes Editoriais

A diferença de uma editora tradicional para uma editora por demanda é abismal. Por isso, o autor deve ser polido nos comentários sobre a sua obra para não cometer uma gafe gritante. 
Exemplos:
- Dizer que o seu livro foi selecionado (editora por demanda aprova qualquer livro);
- Mostrar foto assinando um contrato "editorial" (o que você assinou foi um contrato de prestação de serviços);
- Dizer que seu livro será vendido nas livrarias (livrarias vendem livros consignados. Você acha que editora por demanda vai  investir no lote que te fez pagar?) ;
- Dizer que seu livro será distribuído para livrarias de outros Estados (mesmo motivo acima. Distribuidora pede lotes de milhares de livros. Será que a editora por demanda vai pagar?);
- Dizer que seu livro será traduzido para outros idiomas (alguém 
já viu editora por demanda investir nisso?);
É claro que é um motivo de muita alegria um escritor terminar o livro e apresentá-lo pronto, mas tenha atenção para uma atitude soar como soberba, desnecessária e (neste caso) equivocada.

Leo Vieira

Leo Terário

® Leo Vieira- Direitos Reservados

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Leo Vieira: Trabalho Autoral: Proteção, Profissionalismo, Respeito e Reconhecimento

Antes de tudo, vou listar a importância do registro de qualquer trabalho autoral:
– preserva a autenticidade de sua obra;
– impede que sua obra seja plagiada;
– impede que sua obra seja distorcida com acréscimos e/ou remoção de itens que
descaracterizem seu trabalho;
– impede que pessoas registrem o seu próprio trabalho e impeçam você de publicar a sua
própria criação;
– passa profissionalismo aos clientes, ao manter suas produções devidamente registradas,
organizadas e acessíveis;
Frases, composições musicais, partituras, textos, roteiros, contos, crônicas, poesias,
livros, logotipos, ilustrações, histórias em quadrinhos, personagens, etc. Tudo isso precisa
de registro antes e ser exposto na internet. Mas será que tudo que você publica ou pensa em publicar precisa de registro? Isso é relativo.
Tenha o hábito de reunir e organizar suas criações e também o hábito de ir regularmente à
Biblioteca Nacional periodicamente. Nesse intervalo, vá reunindo o trabalho e assim leve o
material com a ficha de inscrição, as cópias dos documentos e o registro de depósito do
pagamento.

Para quem trabalha com ilustrações e quadrinhos:
O registro de desenhos, personagens e histórias em quadrinhos são distintos e
necessários.
Registro de desenho: é quando você desenhou uma paisagem ou personagem qualquer de sua autoria ou alheio. O que está registrado é apenas a ilustração.
Registro de personagem: é quando você registra o seu personagem em quatro ângulos (frente,
verso, perfil e semi-perfil), o chamado “model sheet”, junto com o nome, características de
personalidade e cores. O personagem e suas características estão protegidas e seus direitos autorais reservados.
Registro de história em quadrinhos: é quando você registra a história apenas. O roteiro
não está garantido e nem mesmo os personagens utilizados. A história está protegida de ser plagiada e exposta sem autorização do autor.
Se você registra uma história em quadrinhos achando que os personagens já estão protegidos, você corre o risco e ser sabotado num registro alheio e ainda por cima, o oportunista pode te impedir de usar a história que consta o personagem registrado antes por ele.

Para mais informações, acesse o site a Biblioteca Nacional:
https://www.bn.gov.br/ 

Leo Vieira



Leo Terário


® Leo Vieira- Direitos Reservados

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Leo Vieira: Fuja do Amadorismo (registre seus textos e artes)

Se você é escritor e tem muitos textos, poemas e livros inteiros, registre o material, mesmo que você não pretenda expor na internet. Se suas produções são desenhos e quadrinhos, faça o mesmo. Reúna o material e registre conforme a categoria (desenho, personagem ou história em quadrinhos). O material pode ficar impresso em um fichário ou então acessível em um blog ou site próprio. A quantidade de registros, assim como a organização lhe dará uma boa impressão de organização e compromisso com o trabalho autoral.

Leo Vieira


Leo Terário

® Leo Vieira- Direitos Reservados

sexta-feira, 7 de julho de 2017

Antrovista: Janaina Soares

Nossa amiga de hoje está iniciando no mercado literário e editorial e gostando bastante da experiência. Leitora assídua e escritora incansável, prepara uma trilogia romântica cheia de reviravoltas. Vamos prestigiar e dar as boas vindas a nossa nova autora. Com vocês, Janaina Soares
Antro Literário- Janaína, como foi sua juventude? Os livros fizeram parte na sua rotina?
Janaina Soares- Venho de uma família simples, com pouco estudo. Tive uma juventude como a maioria da minha idade, uma geração que cresceu sem as tecnologias de hoje. Saía com minha amigas, gostava muito de estudar e fui apresentada aos livros muito cedo. Minha primeira leitura foi “Alice no país das Maravilhas”. Esse livro me abriu um novo mundo, um Universo mágico e cheio de sonhos, onde eu poderia viajar sem sair de casa. Pegava os livros na biblioteca da escola onde estudava, e muito nova, ainda com 12 anos, li “Dom Casmurro” e me apaixonei por Machado de Assis. Depois disso, os livros não saíram mais da minha vida.


Antro Literário- Qual o livro que mais impactou na sua vida naquela época?
Janaina Soares- Sem dúvida, “Dom Casmurro”. Foi uma leitura difícil para uma menina de 12 anos, porém, ainda assim, compreendi a complexidade da obra e a forma como o autor deixou implícito a traição de Capitu.

Antro Literário- Que tipo de conteúdo precisa ter em um livro para prender a sua atenção?
Janaina Soares- Antes de mais nada, o livro precisa ter “conteúdo”, no sentido amplo do termo. Já li mais de 1000 livros em minha vida, e garanto que há muitas obras por aí sem conteúdo, que não falam sobre nada. Gosto de temas polêmicos, no geral. Tabus, ler sobre aquilo que a maioria não gosta de comentar. Preferencialmente, leio romances, mas não curto romances melosos e frívolos; também gosto de dramas e suspense.

Antro Literário- Como é a sua rotina de marketing e divulgação literária?
Janaina Soares- Bem, estou no início de tudo isso, então ainda é tímida. Tenho contatado muitos blogs para firmar uma parceria para divulgação de meu livro, além de sempre postar fotos e comentários dos leitores em minhas redes sociais. É uma forma de atrair mais leitores.

Antro Literário- Qual livro que você leu que acha que daria um bom filme?
Janaina Soares- “A garota que você deixou para trás”, de Jojo Moyes. Esse livro me marcou muito tanto por descrever os horrores da guerra, como pela delicadeza e precisão da autora em mesclar duas épocas distintas.

Antro Literário- E qual filme acha que seria melhor contado em um livro?
Janaina Soares- “A vida é bela”. Se tiver o livro, preciso encontrá-lo. Filme lindo e emocionante.

Antro Literário- Se a sua vida fosse um romance de ficção, qual seria o título?
Janaina Soares- “Belo desastre”, com certeza.

Antro Literário- Qual escritor você gostaria de ter como vizinho?
Janaina Soares- Posso dizer mais de um? Kkk. Jojo Moyes (sem dúvida), Nora Roberts, Ana Todd, Ernest Heminghay.

Antro Literário- Você já presenciou uma situação semelhante a de Dalila e Marcos?
Janaina Soares- Não, embora muitos leitores tenham assemelhado a história com minha vida (espero que nunca aconteça kkkk). A história foi toda criada em minha mente, sem qualquer semelhança com minha realidade.

Antro Literário- Conte pra gente sobre o seu romance "Ainda Não Acabou".
Janaina Soares- É o primeiro livro de uma trilogia. Quando comecei a escrever, não sabia que seria uma trilogia, apenas aconteceu. Marcos e Dalila são casados há sete anos e tem uma vida próspera, por ele ter uma família de nome e dinheiro. Ela, ao contrário, vem de uma família muito pobre, e nunca aceitou bem a situação, distanciando-se deles para se refugiar na família do marido. Mesmo sendo um advogado de sucesso e poder, Marcos não está satisfeito e decide mudar de ramo, sem muito planejamento, investindo tudo o que tem em um negócio arriscado de restaurantes. Dalila, uma professora de língua portuguesa, fica à margem de todas as decisões, e ambos perdem tudo, inclusive a mansão onde vivem, carros e dinheiro. Dalila, emocionalmente abalada, acaba perdendo o emprego e Marcos entra em uma depressão profunda. Eles chegam ao ápice, indo morar em um cubículo, sem dinheiro algum. Desesperada, Dalila decide se prostituir, já que conheceu uma professora que ganhava muito dinheiro em um prostíbulo. No início, ela se recriminava muito por fazer aquilo, mas a grana falou mais alto e ela continuou. Porém, um cliente obcecado por ela e antigo amigo de seu marido acaba revelando tudo a Marcos, em uma festa de família, o que faz com que ele expulse Dalila de sua vida. Ela sofre um acidente de trânsito, perdendo a memória. Três anos depois, Marcos a reencontra, sem ela ter ideia de que ele é seu marido.


Antro Literário-  Qual a sua experiência literária mais marcante?
Janaina Soares- Ainda estou no início dessa caminhada, por isso confesso que há pouco o que dizer. Entretanto, o dia do lançamento do meu livro foi o mais emocionante, deixou-me fascinada com a possibilidade de que alguém leria meu livro e feliz como nunca estive. 

Antro Literário- Qual projeto literário está em andamento que queira nos contar?
Janaina Soares- Bem, o segundo livro da trilogia “Ainda não acabou” está pronto, apenas em manuscrito. Também escrevi um terceiro romance, que é uma outra história, também em manuscrito. E estou escrevendo o último livro de Dalila e Marcos.

Antro Literário- Que sonho LITERÁRIO realizaria se ganhasse na loteria?
Janaina Soares- Nossa, essa é difícil. Mas imagino que baratearia mais o preço dos livros, dando mais acesso aos leitores brasileiros, e compraria todos os livros que pudesse rsrsrsrs.

Antro Literário- Quais os meios de contato (e-mails, sites, blogs, redes sociais, etc) para os leitores conhecerem você, suas obras e projetos?
Janaina Soares- Tenho meu e-mail pessoal: Janaina.soares2011@bol.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/janaina.soares88
Instagram: https://www.instagram.com/accounts/edit/?hl=pt-br
Minhas obras podem ser encontradas nos seguintes sites:
https://www.amazon.com.br/Ainda-N%C3%A3o-Acabou-Janaina Soares/dp/8559681140/ref=sr_1_1?ie=UTF8&qid=1498831069&sr=8-1&keywords=ainda+n%C3%A3o+acabou
https://www.saraiva.com.br/ainda-nao-acabou-9635739.html
http://www.livrariacultura.com.br/busca?N=0&Ntt=ainda+n%C3%A3o+acabou
http://www.martinsfontespaulista.com.br/ainda-nao-acabou-542514.aspx/p
http://www.travessa.com.br/ebook-ainda-nao-acabou/eBook/62c92e42-d4e4-4fe2-a545-9a4ac13dc186
Ou diretamente comigo.

Por Leo Vieira

quinta-feira, 6 de julho de 2017

Leo Vieira: Blog Te Faz Especialista

É muito importante o registro e compartilhamento e suas criações e produções. Isso o torna mais conhecido e requisitado pelos seus serviços também. Um confeiteiro que mantém um blog com seus quitutes e também receitas básicas, com dicas especiais sobre culinária, entre outras coisas. Tudo conta para o aprimoramento.
Um colecionador que mantém um blog com o seu acervo digitalizado também será constantemente visitado. Se ele anexar informações especiais referente ao conteúdo apresentado, ele será um notável na área. Imagine um blog sobre uma série de livros e junto também for apresentado postagens dos autores, dos ilustradores, das versões em outros países, dos leitores famosos entre outras coisas? O assunto rende.
Um blog te torna especialista porque too o assunto pode ser adicionado. Isso o torna especialista. Quase que um historiador. Há alguns anos um colecionador de bonecas se apresentou em vários programas e televisão com seu acervo, que também viajava para exposições em diversos eventos dentro e fora do país. O colecionador sabia a história de cada peça, o figurino, a época, entre muitas outras informações. A paixão pelas bonecas acabou o tornando muito culto porque o seu senso e pesquisa pelas peças o fizeram estudar cada vez mais.
Não tenha preguiça nem desdém pelo seu blog.

Leo Vieira

Leo Terário


® Leo Vieira- Direitos Reservados