quinta-feira, 27 de julho de 2017

Leo Vieira: Cuidado com Certas Gafes Editoriais

A diferença de uma editora tradicional para uma editora por demanda é abismal. Por isso, o autor deve ser polido nos comentários sobre a sua obra para não cometer uma gafe gritante. 
Exemplos:
- Dizer que o seu livro foi selecionado (editora por demanda aprova qualquer livro);
- Mostrar foto assinando um contrato "editorial" (o que você assinou foi um contrato de prestação de serviços);
- Dizer que seu livro será vendido nas livrarias (livrarias vendem livros consignados. Você acha que editora por demanda vai  investir no lote que te fez pagar?) ;
- Dizer que seu livro será distribuído para livrarias de outros Estados (mesmo motivo acima. Distribuidora pede lotes de milhares de livros. Será que a editora por demanda vai pagar?);
- Dizer que seu livro será traduzido para outros idiomas (alguém 
já viu editora por demanda investir nisso?);
É claro que é um motivo de muita alegria um escritor terminar o livro e apresentá-lo pronto, mas tenha atenção para uma atitude soar como soberba, desnecessária e (neste caso) equivocada.

Leo Vieira

Leo Terário

® Leo Vieira- Direitos Reservados

Nenhum comentário:

Postar um comentário